Somália, quando os radicais continuam activos

 

 

De acordo com o matutino português Público, as mílicias radicais somalis do Al-Shabaab terão atacado e assumido o controlo de um base militar da coligação africana  AMISOM (Missão da União Africana na Somália) perto da frionteira somali-queniana.

As milícias Al-Shabaab atacaram uma base das forças da União Africana (UA) no Sul da Somália, anunciando ter assumido o controlo do local após combates nos quais terão morrido dezenas de soldados quenianos. É o terceiro ataque em seis meses contra o contingente africano, alvo principal da estratégia de guerrilha adoptada nos últimos anos pelos extremistas islâmicos.

O ataque  dos islamitas radicais à base El-Ade, região de Gedo – sector 2 -, 550 quilómetros a Oeste da capital somali, Mogadíscio, e perto da fronteira somali-etíope-queniana,  foi confirmada pela União Africana. Esta base aquartela o embrião dos futuros soldados do Exército somali.

(imagem retirada da Revista Militar, nº 254, de Janeiro de 2014)

Sobre Eugenio C Almeida

Investigador Associado do CINAMIL (Academia Militar) e Investigador Integrado do CEI-IUl (ISCTE-IUL) - Mais, ver http://elcalmeida.net
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s