Cabinda: comunicado da FLEC/FAC

FLEC Logo

Comunicado

Devido a intensos combates entre as Forças Armadas Cabindesas (FLEC/FAC) e as forças armadas angolanas FAA que aconteceram a 29.2.2016, 13.03.2016 e 16 03.2016, a direção político-militar da FLEC/FAC aconselha vivamente todos expatriados ocidentais que vivem em Cabinda a retirarem provisoriamente do território e desaconselha seriamente todos os turistas e não residentes que pretendam deslocar a Cabinda. A situação securitária em Cabinda está muito tensa e imprevisível, podendo confrontos acontecer a todo o momento em todo o território. Estamos em estado de guerra e somos vítimas de uma invasão militar massiva de Angola.

A FLEC/FAC recorda que o presidente angolano José Eduardo dos Santos é o responsável pela instabilidade que reina no enclave assim como do perigoso agravamento da situação que irá deteriorar nos próximos dias.

O governo angolano continua a recusar um dialogo de paz, honesto e sincero tal como a FLEC/FAC pede desde há vários decénios.

A FLEC/FAC reafirma uma vez mais a profunda vontade e disponibilidade para negociar uma paz durável e definitiva para Cabinda.

Cabinda, 22.03.2016

Jean-Claude Nzita

Porta-voz da FLEC/FAC

Sobre Gustavo Plácido

An independent political and security risk analyst focused on Lusophone Sub-Saharan Africa. He covers Angola and Mozambique for Horizon Client Access.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s