Rebeldes da FLEC convidam imprensa a visitar Cabinda

A direção político-milita da FLEC/FAC convida toda a imprensa a visitar algumas bases da FLEC/FAC no interior de Cabinda durante o mês de Novembro de 2016.

Na ocasião qualquer jornalista poderá constatar a realidade nos territórios libertados
pela FLEC/FAC, entrevistar operacionais e comandantes regionais. Será possível
também contactar as populações locais sobre as suas condições de vida e restrições
impostas pelas forças ocupantes.

A segurança, deslocação entre as bases no interior de Cabinda e alimentação nas
bases será garantida pela FLEC/FAC.

Em seguimento às declarações do chefe do Estado Maior das Forças Armadas
Angolanas, general do exército Geraldo Sachipengo Nunda, qualquer embaixada de
Angola concederá o Visto de Imprensa a qualquer jornalista que pretenda inteirar da
realidade político militar em Cabinda.

O programa das visitas às bases da FLEC/FAC e o protocolo de segurança será
estabelecido previamente enquanto as embaixadas de Angola emitem os Vistos
necessários, prometidos pelo Genenal Geraldo Sachipengo Nunda.

A representação da FLEC/FAC na Europa está disponível para qualquer informação
sobre a preparação da visita de imprensa às bases da FLEC/FAC.

Jean Claude Nzita
Secretario da Informação e Imprensa
Portavoz
da FLEC/FAC
Cabinda, 01.09.2016

Sobre Gustavo Plácido

An independent political and security risk analyst focused on Lusophone Sub-Saharan Africa. He covers Angola and Mozambique for Horizon Client Access.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s